Colunas

Debates e Opiniões: TUF 23 Finale


Por que Gadelha vencerá?

Por: Flavio Doria

Se eu fosse apostar meu dinheiro em um dos três candidatos a voltar para casa com o cinturão, apostaria em Gadelha, mas quando o assunto é MMA tudo pode acontecer. Assim como o Brasil não é mais considerado o melhor do Mundo no futebol, no MMA também não estamos botando tanto medo, paradoxalmente, temos bons lutadores cotados ao cinturão neste final de semana e quem sabe mudar essa história. Claudia Gadelha, se tornará nessa sexta-feira a primeira lutadora brasileira a por as mãos no cinturão do UFC, por pontos, após cinco duros rounds contra Joanna, essa é minha aposta. Tentando derrubar sempre e trabalhando seu excelente BJJ essa é a receita para vitória. Joanna Jędrzejczyk é uma excelente striker e tem como arma principal o Muay-thai, campeã Mundial seis vezes e quatro vezes campeã Européia na modalidade.

As duas se enfrentaram pela primeira vez em Dezembro de 2014 no UFC em Melbourne, Australia. Numa partida dura, após cinco rounds muito equilibrados, o veredito final foi a favor de Joanna, por slip decision (decisão dividida). No final do terceiro round, após o apito final Gadelha desferiu um soco em Joanna.A rivalidade entre as duas só ficou mais tensa a partir de então.

No começo do ano as duas foram escolhidas para protagonizar a edição atual do The Ultimate Fighter, e as provocações e troca de farpas só só se intensificaram. Em 2014 Claudia obviamente venceu a luta, mas perdeu para os árbitros. Dessa vez ela tem a chance mais uma vez de acabar com invencibilidade de Joanna e se tornar campeã dos pesos-palha feminino do UFC.

Gadelha tem um cartel de 13 vitórias e 1 derrota e venceu 46% de suas lutas por finalização, vem de vitória sobre Jessica Aguilar… No chão Gadelha tem enorme vantagem, derruba suas adversárias com enorme facilidade devido sua força aliada com explosão muscular, mas novamente, se tentar levar a luta para trocação franca terá sérios problemas.

Por quê Joanna Jędrzejczyk manterá seu cinturão!

Por: Silvio Doria

Seis vezes campeã mundial de Muay-Thai, quatro vezes campeã europeia. Poucas lutadoras chegaram ao MMA feminino com um currículo tão vasto de vitórias e títulos como Joanna Jędrzejczyk (leia-se Yoh-AN-nah Yend-JEY-chick). Não é apenas seu background em Muay-Thai que impressiona, seu cartel no MMA é igualmente impressionante. Joanna subiu 11 vezes no cage e jamais perdeu.

Quando sair do octógono no proximo dia 8, no The Ultimate Fighter 23 – Finale (Team Joanna vs. Claudia), Joanna estará fazendo sua 12ª luta e sua 12ª vitória consecutiva. Será a terceira defesa de cinturão bem sucedida. A vitória não será fácil, eu tenho certeza disso. Joanna e Claudia já se enfrentaram antes. A luta ocorrem em 2014, no UFC on Fox: dos Santos vs. Miocic. Após três rounds apertados, Joanna teve sua mão erguida e saiu vitoriosa. A luta foi tão disputada e parelha que até hoje ela ainda tem que responder questionamentos sobre o embate. Claudia foi a sua vitória mais difícil, de longe. Foi e ainda é a oponente mais perigosa que Joanna pode enfrentar.

A única forma de Joanna sair derrotada do cage pode acontecer se a luta for para o chão, onde a polonesa tem muito pouca experiência. Joanna nunca foi testada no chão. Vejo ela como Holy Holm: em pé é fora do comum, mas no chão é uma lutadora mediana. E, de fato, quando Miesha Tate, espertamente, levou a luta para o chão foi quando ela teve vantagem na luta contra Holm. Rousey deve se arrepender de ter tentado trocar com Holm. Vejo o mesmo na luta do card principal do TUF 23 Finale. Claudia Gadelha é faixa preta em jiu-jitsu, é uma representante legítima da arte-suave. De suas sete primeiras lutas no MMA, e todas no Brasil, seis ocorreram por finalização. Desde que estreou no MMA internacional, em 2012, no evento Wreck MMA: Road to Glory, não vimos mais Claudia por a prova seu jiu-jitsu. Sua luta em pé é realmente boa, poucas lutadoras tem um jogo em pé tão bom na categoria Peso Palha Feminino. Joanna, no entanto, apresenta uma trocação ainda melhor que a de Claudia. Seu estilo de luta é bastante agressivo, reflexo do seu background no Muay-Thai. Basta ver suas últimas lutas. Ela consegue vencer suas oponentes de forma contundente e brutal. Chega a impressionar o estado em que suas rivais ficam ao final de suas lutas. Se Claudia for inteligente ela levará a luta para o chão onde ela tem vantagem, do contrário pode ter o mesmo destino de tantas outras que decidiram trocar com Joanna.

Torne-se um colaborador do Pós-Luta, ajude-nos a crescer e tenha seu nome no site. Conheça os benefícios de ser um colaborador. APOIA.SE!