Artigos

Boxe: Canelo e Chávez Jr. se enfrentam na luta mais esperada do ano


A luta sempre foi algo bastante enraizado na cultura mexicana. A própria história do povo mexicano e da formação do seu país foi fruto de sangrentas batalhas. Talvez por isso, o país venera todo o tipo de luta, da Lucha Libre (Telecatch) ao tradicional boxe e mais recentemente o MMA. Enquanto que no Brasil as crianças desde a mais tenra idade já têm contato com o futebol, lá acontece com a luta. O próprio estilo de luta do mexicano, aguerrido e sem medo, já é conhecido. Hoje, dificilmente você falará de um desses esportes sem mencionar o nome de algum mexicano de sucesso. Amante de lutas em geral, o povo mexicano receberá um presente no próximo sábado (6), quando dois dos maiores ídolos do boxe na atualidade, dois mexicanos, se enfrentarão na T-Mobile Arena, em Las Vegas, Nevadas, Estados Unidos. Canelo Alvarez enfrentará Julio Cesar Chávez, naquela que é considerada a principal luta do calendário do boxe este ano.

Saúl “Canelo” Alvarez, nasceu em 1990, e a ideia de que poderia se tornar o próximo campeão de boxe veio logo cedo. Para Canelo, esse seria um caminho inevitável, caçula entre oitos irmãos, todos boxeadores. Ruivo e com rosto jovial, Canelo pode não parecer com os típicos guerreiros mexicanos. Entretanto, ao observá-lo nos ringues fica claro que está entre os maiores pugilistas de seu país. A luta contra Chávez Jr. é um duelo aguardado há anos e promete ser a melhor luta de boxe do ano.

Se você perguntar para uma criança mexicana qual seu lutador preferido, quem eles querem ser no futuro, certamente todos responderão Canelo Alvarez. Canelo é uma estrela em seu país, talvez o maior ídolo mexicano da atualidade. Chávez Jr. possivelmente não figuraria nem como segundo ou terceiro nome. Ele, no entanto, também tem seu brilho. Não só é um dos maiores boxeadores de seu país hoje, como também é filho de Julio Cesar Chávez. Se a nova geração almeja ser Canela, a geração anterior tem em Julio Cesar Chávez seu maior ídolo. Oscar de la Hoya e o próprio Canelo frequentemente dizem em entrevistas que tiveram iniciaram suas carreiras influenciados por Julio Cesar Chávez.

Ao contrário de seu pai, não nasceu na pobreza. Chávez pai já era multimilionário quando seu filho nasceu. Já se envolveu em diversos casos polêmicos, recebeu uma suspensão por uso de maconha, por diversas vezes teve problema para bater o peso e nos bastidores comenta-se da sua falta de vontade disciplina nos treinos. Ainda assim, seu cartel tem valor (50-2-1, 32 KOs). Em 2011 obteve o cinturão do peso-médio pela WBC (hoje o título está nas mãos de Gennady Golovkin, um dos mais condecorados lutadores em atividade hoje).

Nós do Pósluta acreditamos em uma vitória de Canelo por decisão dos juízes. Ainda que consiga absorver bem golpes durante a luta e tenha a vantagem de envergadura, Chávez Jr. carrega um cartel pouco expressivo quando comparado ao de Canelo. Para Chávez Jr. essa será a maior luta de sua carreira, seu oponente mais difícil e experiente, enquanto que para Canelo esta será sim uma luta com um oponente difícil, mas mais uma em sua longa lista de oponentes, que vai de Floyd Mayweather Jr., Shane Mosley e Miguel Cotto.

Podemos afirmar ainda que, independente do resultado, essa será uma luta em que o povo mexicano sairá contente. Dois de seus maiores representantes no mundo do boxe estarão frente a frente. De um lado o maior a maior estrela do boxe hoje, do outro o filho de um dos maiores lutadores que o boxe mexicano já viu.

Torne-se um colaborador do Pós-Luta, ajude-nos a crescer e tenha seu nome no site. Conheça os benefícios de ser um colaborador. APOIA.SE!