Artigos

UFC on FOX 27: TKO de Jacaré; a primeira vitória de um brasileiro em 2018!


DUmMl2mUMAEtnfP

O primeiro UFC on FOX do ano começa do mesmo jeito que se encerrou o ano de 2017, ainda sem uma definição a respeito de seu futuro. O contrato televisivo de 7 anos entre FOX e o UFC se encerra no final deste ano e até agora a organização ainda não chegou a um concensso se mantém ou não seu contrato de exclusividade com a rede de Rupert Murdoch. Esperava-se que, pelo menos, uma negociação verbal selasse o destino do UFC on FOX ainda no mês de dezembro, mas não ouve nenhuma definição.

A parceria entre UFC e a rede FOX teve inicio em 2011 quando o UFC encerrou seu contrato com o Spike TV, dando origem ao UFC on FOX. Desde então, todos os eventos (Fight Night, UFC on FOX, UFC on FX, UFC on Fuel TV e o TUF), com excessão dos numerados (transmitidos via Pay-per-View) são televisionados em canais da FOX nos Estados Unidos: Fuel TV, FOX, FX, FOX Sports 1 & 2. Apenas em 2018, o UFC espera receber algo em torno de 160 milhões de dólares da FOX.

Apesar de trazerem um retorno financeiro inferior aos eventos numerados, exibidos apenas em PPV, os eventos televisionados garantem uma receita praticamente recorrente à organização, sem contar a capilaridade que esse tipo de evento trás à organização. Hoje, os dois principais contratos televisivos do UFC são: FOX (Estados Unidos) e Globosat (Brasil com o Canal Combate).

Indo para o evento em sí, embora o card do UFC on FOX tenha deixado a desejar em termos de nomes no card principal, houveram boas lutas. Jacaré voltou aos octótognos com o pé direito, com uma vitória contundente sobre Brunson. Gregor Gillespie também deu uma aula de jogo de chão ao vencer Jordan Rinaldi, tido por muitos como favorito.

Jacare Souza (vencedor; TKO; primeiro round) vs. Derek Brunson II

Pondo fim a uma sequência de derrotas inacreditáveis dos lutadores brasileiros em 2018, Jacaré Souza desferiou poderosos golpes (um chute alto e diversos socos no rosto) sobre Derek Brunson ganhando a luta por TKO logo no primeiro round. Foi um “statemment” do brasileiro, que vinha de um longo período parado por lesão e pos fim a uma sequência de boas vitórias de Brunson.

Essa foi a segunda vitória de Jacaré sobre Brunson. Ambos lutaram no Strikeforce em 2012, quando Jacaré KO derrotou Brunson logo no primeiro round.

Dennis Bermudez vs. Andre Fili (vencedor; decisão dividia)

Em luta de resultado polêmico, Andre Fili venceu Dennis Bermudez por decisão dos árbitros (29-28, 27-30, 29-28). Apesar de ter desferido mais golpes, com mais contundência e maior tempo de dominio na luta Bermudez não conseguiu convencer os árbitros e acumulou a quinta derrota em 7 lutas.

Jordan Rinaldi vs. Gregor Gillespie (vencedor; TKO; 1 Round)

Gregor Gillespie provou suas credenciais e deu uma verdadeira aula de jogo de chão para Rinaldi e os telespectadores vencendo por TKO ainda no primeiro round. Gillespie tem um futuro promissor na divisão dos leves. Com 11 lutas e 11 vitórias (3-0 no UFC), Gillespie desde cedo vem chamando atenção dos fãs e adversários. Logo no primeiro ano de faculdade (Edinboro University), Gillespie sagrou-se “All-American”. Ao todo foram 4 vezes All American pela divisão I da NCAA e campeão nacional em 2007. Com certeza veremos seu nome no topo da divisão muito em breve!

Drew Dober (vencedor; decisão unânime) vs. Frank Camacho

Dober e Camacho fizeram uma ótima abertura de card principal. Com uma luta movimentada e bem disputada, Dober conseguiu levar a luta por pontos. Pelas regras novas da organização, as quedas por sí só não representam pontuação significativa. Por isso, apesar de ter sofrido três quedas, Dober levou o combate ao mostrar superioridade no seu jogo em pé, desferindo mais golpes significativos. Os árbitros deram vitória unânime para Dober (29-28, 29-28 e 30-27).

 

Torne-se um colaborador do Pós-Luta, ajude-nos a crescer e tenha seu nome no site. Conheça os benefícios de ser um colaborador. APOIA.SE!