Artigos

UFC 221: Romero nocauteia Rockhold mas não leva o cinturão


Na luta principal da noite, Yoel Romero venceu Luke Rockhold por nocaute no terceiro round. Apesar da vitória, Romero não levou o cinturão interino dos médios para casa. Isso porque ele não conseguiu bater o peso limite da categoria na pesagem de sexta-feira. Por outro lado, Romero se gabaritou para enfrentar Robert Whittaker pela disputa do cinturão linear da divisão dos médios. No co-main event da noite, o veterâno Mark Hunt foi derrotado (decisão unânime) pela promessa dos pesados Curtir Blaydes. Depois de sofrer um knockdown a estratégia de Blaydes era apenas uma: evitar a todo custo trocar em pé com Hunt. Mas, a polêmica da noite foi, sem dúvida, o jogo sujo de Li Jingliang. O chinês, em uma tentativa desesperada de sair de uma guilhotina, enfiou os dedos acintosamente no olho de Jake Matthews. O lance não rendeu nem uma advertência por parte do juíz. Favorito, Jingliang perdeu a luta por pontos.

image3
Romero da um beijo no queixo de Rockhold, após nocaute-lo

Yoel Romero (vencedor, nocaute, 3o Round) vs. Luke Rockhold

Yoel Romero conseguiu uma vitória incrivel por nocaute sobre Luke Rockhold no terceiro round. Rockhold saiu na frente no primeiro round, mas a partir do segundo Romero passou a adotar uma estratégia mais comedida, com picos de explosão sobre Rockhold, seguidos de um longo período sem atividade nenhuma para se recuperar. Na metade do segundo Round, em mais uma explosão para cima de Rockhold, Romero acertou um soco direto no queixo do norte-americano, conseguindo um belo nocaute.

Apesar de ter vencido, Romero não levou o cinturão interino dos médios. Isso porque o cubano não conseguiu bater seu peso (185 libras ou 83,9 kg). Romero ainda perdeu 20% de sua bolsa.

Mark Hunt vs. Curtis Blaydes (vencedor; decisão unânime)

No co-main event, Curtis Blaydes não deu ouvidos para as vaias e impôs sua estratégia contra o veterâno Mark Hunt. Depois de sofrer um knockdown e quase se complicar, Blaydes percebeu que ir para a trocação com o brigador de rua neo-zelandês não seria uma estratégia inteligente. A partir do final do primeiro round Blaydes desistiu da trocação e passou a focar no jogo de chão, tentando (e conseguindo) derrubar Hunt por diversas vezes. No chão, Blaydes (sempre por cima) mostrou superioridade. Pesou contra Hunt sua idade já avançada (43 anos). Era nítido o cansaço de Hunt logo no começo do segundo round. No final, Blaydes venceu por decisão unânime (30-26×2, 29-27).

Tai Tuivasa (vencedor; nocaute técnico; 1o Round) vs. Cyril Asker

Atleta da casa, Tuivasa atropelou Cyril Asker logo no primeiro round! Foram diversas cotoveladas e socos aplicados no rosto de Asker, que nem sequer conseguiu se defender. Tuivasa fez o peso-pesado Asker parecer um amador de tão contundente a vitória.

Jake Matthews (vencedor; decisão unânime) vs. Li Jingliang

Jake Matthews intrerrompeu uma sequência de 4 vítórias consecutivas (das quais, as 2 últimas foram premiadas como lutas da noite) do chinês Li Jingliang ao vencer por decisão unânime. Ambos os lutadores mostraram bastante vontade durante a luta, para a felicidade dos presentes na arena.

Abaixo, a cena mais polêmica da noite. Jingliang no segundo Round em uma tentativa desesperada de sair de uma guilhotina, enfiou os dedos acintosamente no olho de Matthews. O lance não rendeu nem uma advertência por parte do juíz. A cena rendeu boas vaias para Jingliang ao final da luta quando mostraram a cena no telão.

image
Jingliang enfia os dedos no olho do rival para e defender de uma guilhotina

Tyson Pedro (vencedor; finalização por Kimura; 1o Round) vs. Saparbek Safarov

Tyson Pedro obteve uma vitória sensacional por finalização logo no primeiro Round. O primeiro round já se encaminhava para seu fim, com uma leve vantagem para Pedro, quando Safarov acabou sendo finalizado por uma kimura muito bem aplicada.

Card preliminar

O card preliminar do UFC 221 teve bastante empolgação. Todas as três primeiras lutas do card, tramitidas pelo UFC Fight Pass, terminaram por decisão dos árbitros. Em uma boa luta, bem movimentada, Luke Jumeau venceu o japonês Daichi Abe por decisão unânime (29-28, 29-27, 28-27). Jose Quinonez venceu a promessa asiática da organização, Teruto Ishihara, também por decisão unânime (30-27, 29-28 x2). Ishihara estreava na divisão peso Galo, após uma performance não muito positiva na divisão de cima.  O destaque negativo ficou por conta da luta de Ross Pearson contra Mizuto Hirota. Bem morna, sem muita atividade, Pearson conseguiu vencer Hirota por decisão unânime dos árbitros (30-27 x2, 29-28). Já veterâno no esporte, com cerca de 35 lutas na carreira, Pearson vinha de quatro derrotas consecutivas. Essa vitória de hoje apenas atrasou a aposentadoria do inglês.

Nas quatro lutas seguintes, exibidas no Fox Sports 1, outra sequência de boas exibições. O brasileiro Jussier Formiga obteve uma excelente vitória sobre Ben Nguyen através de uma finalização por mata-leão no 3o Round. Após um soco giratório certeiro, Formiga caiu por cima de Nguyen e foi para as costas do adversário que acabou desacordado com a finalização. Outro destaque positivo desse card preliminar foi a estréia de Israel Adesanya na organização. Após perder o 1o Round, Adesanya aproveitou o cansaço de Rob Wilkinson e partiu para uma sequência diversificada de golpes ao melhor estilo Jon Jones (muito parecido fisicamente com Adesanya inclusive). Resultado final: nocaute técnico de Adesanya sobre Rob Wilkinson. Alexander Volkanovski contra Jeremy Kennedy foi outra excelente luta. Menor, Volkanovski impôs seu jogo de chão sobre Kennedy, que em nossa contagem perdeu o primeiro round por 8-10 e perderia o próximo pela mesma pontuação se não fosse a interrupção do juiz que deu vitória por nocaute técnico a Volkanovski. Na última luta do card preliminar, vitória de Dong Hyun Kim sobre Damien Brown por decisão unânime dos árbitros (29-28 x3).

Abaixo, foto de Israel Adesanya, destaque do card preliminar.

image1
Adesanya estreia bem no UFC 221. Seria o novo Jon Jones?

 

Torne-se um colaborador do Pós-Luta, ajude-nos a crescer e tenha seu nome no site. Conheça os benefícios de ser um colaborador. APOIA.SE!